quinta-feira, 9 de julho de 2015

Mudando de Rota


Eu sempre falo aqui em alguns textos sobre não desistir das coisas, mas acabo de perceber que existe uma diferença entre o desistir porque nunca tentou e só falou e o desistir porque sabe que não é o momento certo, esse ultimo envolve vários critérios que tentarei explicar...

O sonho

A minha idéia principal é entrar para faculdade e vocês têm que ver o quanto estou lutando por isso. Desde que começou o ano ou exatamente, quando começou o meu cursinho (aqueles pré-vestibulares), disse para eu mesma que seria mais estudiosa uma coisa que nunca fui enquanto estava na escola (apenas para ficar na média). Montei horários de estudos, participei dos simulados (que ate agora não sei minhas notas), tentei fazer questões de matemática (sou de humanas) e outras coisas.

Não só o cursinho, mas conhecer pessoas com as mesmas ou nem tão as mesmas idéias que as minhas, fizeram com que eu crescesse e formasse opiniões sobre temas que jamais achava que pensaria sobre.

Conviver com pessoas que tem os mesmo sonhos que você é uma ótima maneira de compartilhar medos, sugestões, dúvidas e conselhos.


E isso faz com que você queira se esforças muito para conseguir, porém a sempre esse ''porém''...

Quando o plano B se torna mais atraente que o plano A

(nada como um pouco de humor por aqui... Kat *--*)

Estou cheia de planos, como na imagem acima, caso um não der certo o outro vai ter que dá.
Entretanto, existem alguns critérios que te fazem mudar para o plano seguinte na metade do primeiro.

A realidade

Já dizendo por ai: Não se dá para viver de sonhos, meus filhos.

A realidade é dura e machuca não só por causa dos baldes d’ água, mas também pelas circunstâncias que nos leva a mudarmos nossas rotas.

Se nossos obstáculos forem um pouco maiores que nossos sonhos, não seria melhor repensar sobre o que queremos? Não é desistir, mas é chato quando os obstáculos envolvem outras pessoas, pensar só no que queremos e jogar o resto para os outros não seria um pouco egoísta?

Familia

Familia é que nós da maior apoio e conselhos pode haver discórdias, mas são nesses momentos que eles querem que nos vejamos que estão fazendo para o nosso bem.
Pode ser que eles não digam nada e querem que continuemos, mas é difícil quando vemos a situação as nossas voltas.

O que realmente gostaria de fazer era jogar tudo para alto e me mudar para mais próximo do local que gostaria de cursar a faculdade. E mesmo com o apoio, dessa vez por causa da distância entre a casa e a faculdade, o plano B não é tão ruim assim.
Eu ainda estarei fazendo algo que gosto e mais ''próximo'' de casa, mas nesse momento as circunstâncias estão me fazendo mudar de rota. Entretanto, não sei o que acontece a manhã.


Um comentário:

  1. Adorei seu texto. Boa sorte com seus sonhos. Realmente , as vezes temos sonhos que nossos obstaculos acabam ficando maior que eles, talvez pode ser que nao é pra voce seguir seu sonho...Mas talvez é para que voce lute mais ainda para que o sonho se torne realidade. Mas depende né...Bem relativo ><
    bjs
    http://blogimaginantes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir